SANDROMS

Respostas no Fórum

Visualizando 15 posts - 1 até 15 (de 1,850 do total)
  • Autor
    Posts
  • em resposta a: Québec – Plan d’établissement #125024
    SANDROMS
    Participante

    oi Jaison,

    Nunca vi esse tipo de carta. Provavelmente foi motivado pelo fato de você já estar morando no Canadá e fora do Quebec. Quando fiz meu processo ainda existia a entrevista na qual apresentávamos nosso plano, basicamente o plano continha:

    . onde vamos morar, com pesquisa sobre imóveis e preços de aluguel etc. E o porque da escolha da região, que geralmente é relacionado com o mercado de trabalho, mas pode ter a ver também com escola dos filhos, preferência por um ou outro tipo de urbanismo (ex. centro vs subúrbio, cidades grandes vs cidades pequenas)
    . pesquisa sobre o mercado de trabalho. empresas que gostariamos de trabalhar e/ou exemplos de anúncios de vagas com nosso perfil, plano a, plano b (cargos que exigem menos experiência)
    . um orçamento básico para os primeiros meses, contado as despesas iniciais para se estabelecer.
    . algum pesquisa mostrando conhecimento sobre a cultura do quebec, e a língua francesa, incluindo artista, músicos, etc. ligados a cultura do quebec.
    . demonstrar conhecimento e amor pela língua e a herança cultural francesa.
    . declaração de amor pelo Quebec: a mais perfeita província do mundo todo, não, do universo, não, da existencia transcedental.

    Acho que isso, não sei se esqueci algo… O que eles querem é que você prove ou que você realmente deseja se instalar no Quebec, declarando isso oficialmente com esse documento, e não está usando o processo do Quebec como escada para se estabelecer legalmente em B.C.

    boa sorte

    • Esta resposta foi modificada 7 anos, 10 meses atrás por SANDROMS.

    SANDROMS
    Participante

    Aqui no Quebec, no final do secundário vc vai para o college, onde pode fazer um curso completo (DEC 3 anos) ou o geral de 2 anos como preparatório para a fazer um BAC 3 anos na universidade, por isso os BAC aqui são de 3 anos, porque são 3 anos de universidade mais 2 do college.

    Acho que não existe nada no Brasil equivalente no Brasil ao “Postsecondaire général 2 ans”. Eu fiz tecnologi em processamento de dados (3anos) e minha equilavalencia oficial ficou DEC 3 anos.

    Boa sorte,

    em resposta a: exames médicos 2016 #124447
    SANDROMS
    Participante
    em resposta a: Começando o processo #124092
    SANDROMS
    Participante

    Seja bem-vindo!

    em resposta a: Casamento SEM ajout de conjointe #123855
    SANDROMS
    Participante

    Marcos, acho que o mínimo é de 1 ano, para ser considerado conjoint de fait. Se você casar, passa a valer imediatamente o status do cônjuge.

    Como você já tem o CSQ, entendo que a adição de um conjuge te obrigaria a revisar os pontos, eu realmente não sei como funciona. Para dependentes (filhos) é direto, você recebe o CSQ adicional pelo correio, mas para conjuge acho que dá um restart no processo. Algo a pesquisar.

    Se você vai fazer parrainage, tanto faz o momento do casamento, apenas não altere o seu dossiê. Ela poderá mudar para o Canadá com você com um visto de turismo (6 meses max) ou estudante ($$$$). Eu acho que você só pode pedir o processo de apadrinhamento após o landing. Outro assunto a pesquisar.

    Como não sou autoridade no assunto, melhor validar nos sites oficiais.

    em resposta a: Processo 2015 #122763
    SANDROMS
    Participante

    1- Preciso necessariamente ter a profissão na lista? Alguns blogs dizem que sim e outros dizem que só preciso conseguir a pontuação necessária, independentemente da profissão na lista…

    Pelas regras atuais, basta somar os pontos.

    2- Se eu tiver experiencia de trabalho com algo que não tem nada a ver com minha formação, mas que está na lista, posso contar ponto? Sou formada em Direito – Bacharelado e Tecnólogo em Comércio Exterior, mas trabalhei como secretária executiva por 8 meses e vi que secretariado conta 6 pontos…

    Você só pode contar os pontos da área de formação, se tiver um diploma. Os pontos da experiência profissional tem uma regras do que conta ou não. Dê uma olhada no GPI: http://www.midi.gouv.qc.ca/fr/publications/guide-procedures-immigration/index.html [abra o composante 3].

    3- Por ter esses dois diplomas, posso pontuar em duas categorias no niveau escolaire?

    Não pode somar. Você pontua no diploma de nível mais alto. Tem um técnico e um bacharelado, conta como bacharelado. Tem bacharelado e mestrado. Conta o mestrado.

    4- Alguém sabe se eu tenho como encaixar Tecnólogo em Comércio Exterior em alguma profissão? Ou como eu posso fazer isso?

    Veja na lista de profissões o que é mais parecido, talvez você tenha que consultar os sites dos colleges (tecnológo aqui é um DEC: diploma de college 3 anos) para ver qual ofere um curso semelhante.

    5- Como o limite de 2015 já foi atingido, eu iria entrar só para o processo de 2016… mas eu posso já enviar o meu dossie?

    Não. Ele será devolvido como está escrito no site, a não ser que você se encaixa nas exceções também descritas no site. Aliás as regras podem mudar na abertura do processo e mudar tudo que foi dito até agora.

    6- Eu tenho que validar meu diploma, mesmo se não se encaixar na lista, mas por conta do nível escolar, antes de aplicar?

    No processo atual não é preciso validar o dimploma em nenhum dos casos.

    em resposta a: Equivalência de diploma no Brasil #122750
    SANDROMS
    Participante

    Gabriela,

    Imagino que você se refere ao teste do Express Entry quando fala do site do governo canadense.

    Se for esse o caso, não se preocupe, o Express Entry no site do CIC, e o processo do Quebec, são dois caminhos diferentes para obter o status de residente permanente.

    Para aplicar pelo processo do Quebec, você só precisa passar no critério do Quebec. Para morar em outra província, você deve aplicar pelo Express Entry ou por um programa de uma outra província.

    Uma vez obtido o CSQ, não existe nenhuma outra avaliação federal além dos exames médicos e antecedentes criminais.

    Boa sorte.

    em resposta a: chegando agora em Quebec #122744
    SANDROMS
    Participante

    Bem vindo ao Canadá.

    Não estou em Ottawa/Gatineau e não saberia indicar ninguém. Eu sei que em Toronto existem muitos brasileiros e portugueses trabalhando no ramos de construção.

    Se você tem um visto de trabalho, pode bater de porta em porta nas empresas que fazem esse serviço oferendo mão de obra.

    Abraços.

    em resposta a: Andamento da etapa federal 2015/2016 #122732
    SANDROMS
    Participante

    PS. O nome que vai nesse formulário será também o nome na cidadania e no passaporte canadense.

    em resposta a: Andamento da etapa federal 2015/2016 #122731
    SANDROMS
    Participante

    Só um lembrete: esse lance de valorizar o nome de nascença, é uma coisa do Quebec, não do Canadá.

    Por outro lado, se aplicar com o nome de solteira, todos os documentos vão ficar com nome de solteira no Canadá.
    Boa sorte.

    em resposta a: Mudança de aplicante principal. #122730
    SANDROMS
    Participante

    Tinha alguém que estudava francês na mesmo escola que eu, lá pelos idos de 2008, que teve o dossiê invertido pelo entrevistador durante a entrevista mesmo, pelo que eu me lembro o entrevistador ficou bravo dizendo que eles não deveriam ter enviado o dossiê assim que era claro que a requerente B era na verdade o requerente A… mas receberam o CSQ mesmo assim.

    em resposta a: Mudança de aplicante principal. #122724
    SANDROMS
    Participante

    O que diz o GPI?

    em resposta a: Andamento da etapa federal 2015/2016 #122723
    SANDROMS
    Participante

    Qual é o nome que saiu no CSQ? De casada? Então o nome no formulário federal tem que ser o de casada. Não sei dizer como o CIC vai trabalhar com a questão fo passaporte ter o nome de solteira, mas de qq forma vai bater com o nome no campo 2.

    Quando o passaporte dela vai vencer? Renovar o passaporte seria a melhor maneira de evitar qualquer dor de cabeça no seu processo de visto!

    em resposta a: Andamento da etapa federal 2015/2016 #122720
    SANDROMS
    Participante

    1. No formulário IMM008 na parte dos dependentes ele pede o nome exatamente como consta no passaporte, porém o passaporte da minha cônjuge está com nome de solteira ainda. O que eu faço?

    O melhor era não ter mudado o nome no casamento, no Quebec é troca de nome é “proibida” e vários orgãos vão obrigá-la a usar o nome de solteira, por exemplo Assurance Maladie. Aí fica uma confusão, carteira de motorista com um nome diferente do assurance maladie que é diferente do NAS… Minha esposa, ao fazer a cidadania canadense, acabou preferindo voltar ao nome de solteira.

    Para quem está casando agora, e já pensando em vir para o Quebec, a melhor escolha é não trocar de nome.

    Quanta a sua questão, você até pode usar os dois nomes (casada e solteira) no processo, existe campo no formulário [personal details, campo 2] para entrar os nome de solteira [maiden name] e a certidão de casamento prova que os dois nomes são da mesma pessoa. Lembre-se que se ela tiver que renovar o passaporte antes da viagem, vai sair com o nome de casada. E os formulários federais devem bater com o nome no CSQ. Dilema…

    em resposta a: RECÉM CHEGADO AQUI. #122714
    SANDROMS
    Participante

    Seja bem vindo, e boa sorte no processo.

    P.S. tudo em maiúsculas não é legal…

Visualizando 15 posts - 1 até 15 (de 1,850 do total)