Concurso Público no Canadá – Parte 2

A notícia da grande abertura de vagas de emprego no Canadá, mostrado pelo Canadá Brasileiro em 20 de outubro de 2010 (clique aqui para ler a matéria), vem reforçar a necessidade da busca de profissionais aptos a entrar no mercado e trabalhar legalmente no país. Como bem relatado na matéria, serão mais de 300.000 vagas em sete anos distribuídos pelo setor privado e também no setor público. Isso também significa que o Canadá vai continuar recebendo famílias do mundo todo através processo de imigração.

Diante do enorme interesse dos leitores pelo assunto e também devido aos inúmeros pedidos, vou tentar detalhar mais sobre como vir a ser um funcionário do governo federal canadense. Há basicamente duas formas de você conseguir um cargo público no Canadá: a primeira e mais rápida é através da Universidade. A segunda é através de concurso público.

Pela Universidade:

Muitas Universidades têm convênios com as empresas e vários programas para auxiliar o estudante na busca do emprego. No governo não é diferente. Para ser aceito e fazer parte do programa, o universitário tem que ter boas notas e excelente referência para conseguir um estágio. Geralmente esse estágio se dá durante as férias do estudante (meados de julho a começo de setembro). Depois de formado a Universidade faz um pedido oficial ao governo, através do programa, para o estágio final. É certo que o estágio final se caracteriza pelo fato do estudante já ser considerado funcionário público, inclusive recebendo salário e com direito aos benefícios. Na maioria das vezes o estudante passa por três ou quatro departamentos diferentes e exercendo funções distintas por um período de um ano. Obviamente ele estará estagiando e trabalhando na sua área de estudo justamente para poder adquirir experiência. Após o estágio final, cabe ao estudante escolher o departamento que queira se integrar.

Pelo concurso público:

Na grande maioria das vezes o concurso público no Canadá é dividido em quatro etapas. São elas: aplicação à vaga, prova, entrevista e referencia.

Aplicação: no Brasil o candidato se inscreve para a prova do concurso público. Já no Canadá o interessado se inscreve a posição em questão. A aplicação do candidato deve ser feita on-line diretamente pelo web site do governo federal. Na aplicação à vaga o candidato deve colocar a sua carta de introdução (Cover Letter), o seu currículo (Resume) e ainda responder um questionário que pode ser longo ou curto, dissertativo ou com questões de múltipla escolha. A fórmula varia de vaga a vaga. As perguntas contidas no questionário vão ser referentes as habilidades e experiências do candidato. As vagas ficam disponíveis no web site por um período de dois dias a uma semana. Ou seja, o interessado deve ficar sempre atento para não perder o período de aplicação. As respostas do questionário devem ser bem elaboradas, pois o simples envio da aplicação não garante que o candidato terá a oportunidade de fazer a prova, sendo assim, eliminado.

Prova: após o envio da candidatura uma comissão irá analisar todas as aplicações e convidar alguns interessados às provas que, geralmente, não são formuladas pelo departamento ou ministério e sim por um órgão específico para a formulação das provas. Esse órgão faz parte do governo federal. Existem dois tipos de provas: as gerais e as específicas. Para cargos muitos disputados como os administrativos, por exemplo, usa-se a prova geral, enquanto as provas específicas são utilizadas para as vagas que se exige maior qualificação. As provas específicas são bem formuladas e testa o conhecimento do candidato, já as provas gerais têm o objetivo unicamente eliminatório e o tempo de fazê-las é, na maioria das vezes, insuficiente. Dependendo do número de candidatos mais de uma prova é necessário. Quanto maior a nota mais chance o candidato terá de passar para a próxima etapa, a entrevista.

Entrevista: a entrevista é completamente diferente das feitas no setor privado. Na chegada, o candidato recebe as perguntas que serão feitas e tem, normalmente, 15 minutos para fazer anotações e preparar as respostas. Diferentemente de uma entrevista numa empresa privada, no governo não existe nenhuma interação entre entrevistador e entrevistado, assim como não existe “olho no olho”. Existem no mínimo de três entrevistadores que anotam tudo que é dito pelo candidato. Na verdade o que eles procuram (e anotam) são frases e palavras chave. A entrevista dura em média 45 minutos. O candidato não deve ser sucinto e quanto maiores detalhes as respostas tiverem, maiores serão as chances de sucesso na entrevista.

Referencia: aos que conseguiram passar pela aplicação e seleção, prova e entrevista, duas ou três referencias serão requeridas. O órgão responsável pelo concurso envia um questionário para as pessoas indicadas que tem, em média, uma semana para preparar as respostas e mandá-las de volta. O contato se dá geralmente por e-mail, porém o telefone, menos usado, também pode ser outra forma.

É importante mencionar que cada etapa dura, em geral, uns dois meses e todo o processo de seleção dura em média de 8 a 12 meses. Após todo o processo de seleção os felizardos são informados do final do concurso e que os mesmos estão posicionados numa lista. Cabe ao departamento escolher os selecionados pela lista e fazer a oferta pela posição. Há ainda um detalhe: a lista de candidatos não é divulgada.

Há também de se constatar que a aplicação a um cargo público é gratuita. O candidato não paga absolutamente nada em qualquer etapa do concurso.

Como mencionado na primeira matéria (Concurso Público no Canadá), o interesse pelo setor público é basicamente o mesmo: garantia de emprego, plano de carreira e um bom benefício são alguns exemplos. Os salários variam muito e são estabelecidos por nível e categoria não havendo espaço para negociações salariais por parte do funcionário. Eles vão de 40 mil a 120 mil por ano.

Existem algumas publicações com vários exemplos práticos das provas. Cabe o candidato estudar e praticar bastante para estar preparado para as provas.

Aos que se interessam pelo serviço público, boa sorte.

Fonte: http://canada.sairdobrasil.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

:shout: 
:cool: 
:blush: 
:confident: 
:mah: 
:darkmood: 
:TT-TT: 
:sweating: 
:paranoid: 
:whisper: 
:serious-business: 
:yum: 
:innocent: 
:relief: 
:nosebleed: 
:nomnom: 
:ouch: 
:ninja: 
:eyesonfire: 
:shy: 
:no-waigif: 
:want!: 
:burnt: 
:yo!: 
:high: 
:O_O: 
:zz: 
:brzzzzz: 
:omg-: 
:bouaaaaah: 
:x_x: 
:ohnoes: 
:again: 
:ignoring: 
:leaking: 
:meaw: 
:arr: 
:snooty: 
:want: 
:tagger: 
:sick: 
:slow: 
:music: 
:zombie: 
:evilish: 
:ohu!: 
:youseemtobeserious: 
:=): 
:scared: 
:on-fire: 
:secretlaugh: 
:hidden: 
:zZgif: 
:teeth: 
:wink: 
:=B: 
:yush: 
:XD: 
:onfire: 
:dizzy: 
:kaboom: 
:in-love: 
:nosepick: 
:gangs: 
:X3: 
:kiss: 
:indi: 
:whistle: 
:drunk: 
:disapointed: 
:angry: 
:^^: 
:boo: 
:real: 
:-_-: 
:faill: 
:tastey: 
:hmm: 
:yes: 
:shocked: 
:grin: 
:huh: 
:psychotic: 
:no: 
:beaten: 
:pissedoff: