AJUDA: Declarações de empregadores

Home Fórum Ainda no Brasil Documentos AJUDA: Declarações de empregadores

  • Este tópico contém 33 respostas, 19 vozes e foi atualizado pela última vez 11 anos atrás por nilian.
Visualizando 33 respostas da discussão
  • Autor
    Posts
    • #6291
      pires_marcia
      Participante

      Olá para todos!!!

      Estou juntando a documentação para dar início ao meu processo.
      Entrei em contato com o RH das empresas por onde passei e 2 delas (Banco Santander e PricewaterhouseCoopers) disseram que não emitiriam a declaração com o detalhamento das atividades que eu exercia pois a instituição só emitia declarações-padrão, com data de contratação, rescisão e último cargo. Cheguei a comentar sobre o processo de imigração e que o escritório era bem claro nas exigências que fazia, e que se não conseguisse a documentação eu poderia não ser aceita.

      O Santander respondeu que poderia emitir a tal declaração somente com uma solicitação direta do escritório de imigração.

      Entrei em contato com meus antigos gestores para pedir ajuda e perguntar se poderiam me fazer a tal declaração de atividades. Mas ambos disseram que não poderiam fazê-la pois ia contra as regras internas das empresas.

      Comentando sobre o meu “desespero” com alguma pessoas que tb estão entrando com o processo, ouvi dizer que quando isso acontece eu poderia anexar uma “Declaração de Juramento”, e eu mesma descreveria minhas atividades…. mas não sei se isso é verdade…se isso seria aceito…

      E o pior (ou melhor) é que tenho todas as documentações que são pedidas: hollerites, IRs, comprovações de previdência, docs de contratação e rescisão de trabalho…só não consigo a tal descrição de atividades!!!

      O que posso fazer?!?!  :oops:

      Márcia.

    • #32100
      Carlos_Santos
      Participante

      vc pode descrever as atividades e argumentar que as empresas, como vc mesma disse, não fornecem tal lista na declaração deles.

      O pessoal é bem razoável….

    • #32113
      Anonymous
      Participante

      Marcia

      Os documentos oficiais que vc. citou contarao muito mais do que as declaracoes das empresas, pode ficar sossegada. Concordo com o Carlos, uma declaracao sua explicando que as empresas tem por politica propria nao fornecer tal declaracao.
      Aqui no Canada mesmo nao é toda empresa que da informacao de ex-funcionarios. É normal.

      abraços
      Erika
      http://www.leslapins.wordpress.com

    • #32114
      pires_marcia
      Participante

      Gente,

      Obrigada pelas respostas….agora fiquei mais tranquila.
      Acho que além da declaração tb vou anexar os e-mails das empresas dizendo que não fazem tal declaração….

      Abs,

      Márcia.

    • #32115
      pires_marcia
      Participante

      Gente,

      Obrigada pelas respostas….agora fiquei mais tranquila.
      Acho que além da declaração tb vou anexar os e-mails das empresas dizendo que não fazem tal declaração….

      Abs,

      Márcia.

    • #32127
      nicanto
      Participante

      Olá Márcia,

      Fique tranquila…meu marido e eu também não enviamos estas declarações pois trabalhamos na mesma empresa e lá eles não emitem também a declaração, como também não sabem que estamos no processo, vamos justificar desta forma.

      Um abração e boa sorte para você!

      Nica

    • #32128
      fabiolabvalio
      Participante

      Olá, Márcia,

      Eu não enviei as declarações, apenas cópia da carteira de trabalho, contrato de trabalho e holerites. Eu imagino que se as declarações fossem imprescindíveis, eles teriam solicitado para enviá-las antes de marcar a entrevista…

      Boa sorte!

    • #32161
      mrodolfo
      Participante

      Mes amis,

      As declarações, mesmo que simples, podem ser úteis para justificar (para não dizer provar) nossa experiência de trabalho quando estivermos em solo canadense. Vale a pena, também mantermos atualizados os contatos de superiores e funcionários diretos, pois algumas empresas (principalmente headhunters) podem solicitá-los (eu sei que a Robert Half o faz)…

      à la prochaine,

    • #35364
      Marlar
      Participante

      Olá para todos!!
      Tenho uma dúvida sobre o mesmo assunto, mas uma outra dúvida… Fiz um estágio e pedi a minha orientadora essa declaracao, pois só tenho isso que prove o estágio. Minha dúvida é se tem algum modela para tal, pois ela me designou para escrever a carta para ela somente assinar e estou um pouco perdida quanto a isso.

      Muito obrigada a todos.

      P.S. Como nao tenho muita habilidade com essas coisas de sites, ainda estou um pouco perdida. Se puderem enviar a resposta para meu e-mail também agradeceria muito.  :D

      Muito obrigada mais uma vez!!

    • #35365
      Carlos_Santos
      Participante

      COmo é vc que vai escrever a sua propria declaracao, na minha opiniao, vc deve colocar primeiro as atividades exercidas durante o estagio, o periodo de tempo do estagio e o numero de horas por semana. Uma apreciacao profissional do seu desempenho, como: dedicacao, atitude, habilidades profissionais, etc… sao bem vindas.

      Acho que nao deve faltar uma assinatura completa, com nome e meios de contato. Se possivel com o logo da empresa ou centro de pesquisa.

      Uma dica, se a declaracao puder ser em inglês ou francês isso sera util no seu futuro aqui ;-)

      Boa sorte.

    • #35367
      Marlar
      Participante

      Muito obrigada Carlos!!!

    • #36742
      salsa
      Participante

      Estava lendo o tópico, e eu também estou juntando a documentação necessária quanto a empresas que trabalhei.

      Cópias de contratos e carteira de trabalho também servem?

      Pois a maioria das empresas que conversei sobre a declaração não se mostraram muito “prestativas”. :(

    • #36753
      Patinha11
      Participante

      Marcia,meu marido foi gerente PJ do Banco Real Abn e pediu essa declaraçao a um ex colega que é gerente administrativo,ele fez a declaraçao,descreveu as atividades porem percebemos o receio dele(eu estava junto no dia) de que a carta fosse usado contra o Banco em algum processo. é muito dificil que eles se comprometam..Banco é Banco.
      Mas como mrodolfo disse,é muito importante que se tenha contato para dar como referencia depois aqui.Algumas empresas telefonam mesmo para confirmar.
      Tambem acredito que seja mais que suficiente vc levar seus documentos.

      Boa sorte! :wink:

    • #36766
      SANDROMS
      Participante

      Salsa (Rafael?),

      Na entrevista, se o emprego é CLT, a carteira de trabalho diz tudo. O holerite também ajuda. As cartas são úteis no caso de você precisar provar que atua na sua área, para o caso de o cargo na carteira de trabalho ser meio vago.

      Patinha,

      Aqui no Quebec é realmente necessário dar referência, não sei se as cartas de referência ajudam, mas no meu caso a empresa ligou para o Brasil para checar c/ antigos chefes e colegas.

      P.S. Patinha, minha esposa disse que te encontrou esses dias no Dolarama… temos que marcar um evento qq um dia desses.

    • #36775
      sfjana
      Participante

      Oi gente!!!

      Muito bom saber que na pior das hipóteses, podemos, nós mesmos fazer a declaração de nossas atividades, tendo os comprovantes como respaldo.

      E eu acho, que no meu caso, vou ter que dar um jeito para providenciar documentação como PF autônoma. Pq não sou PJ e meu empregador não me registrou. Triste, triste.
      A declaração acredito que ele não se nega a fazer. Mas minha grande preocupação é como provar que pago imposto corretamente. Detalhe, sou isenta do IR. Pobre pobre rsrsrs

      O caso do meu noivo é bem parecido. É design gráfico freelancer. Na documentação dele (requerente principal) vamos enviar os comprovantes da experiência profissional anterior, que era registrada, na área dele, mais de 2 anos, certinha. Mas queremos enviar declaração dos serviços que presta hoje como freela. Daí, pelo que pesquisamos, precisa da declaração das empresas que prestou serviço e documentação que comprove que está em dia com os impostos. Então ele também pensa em providenciar essa documentação de PF autônomo.

      Alguma dica pessoal? Alguém também teve que proceder dessa forma? :?:

      Obrigada!

    • #36776
      Patinha11
      Participante

      Sfjana,
      Quando meu esposo saiu do Banco(2 anos antes de virmos)ele fez o registro dele como profissional autonomo ,entao sempre emitia recibos aos clientes e levou esses documentos tambem na entrevista,junto com as cartas de referencia desses clientes,tudo em papel timbrado e reconhecida firma em cartorio.
      foi tudo examinado pelo entrevistador e considerado como tempo de experiencia na area dele…que inclusive pontuava mais do que a experiencia junto ao Banco,que nao era na area de formaçao.
      Um abraço !

      Ps:Sandro,enviei mensagem privada pra vc .
      :)

    • #36777
      curty
      Participante

      Essa informalidade no Brasil é absurda. As empresas se aprovietam do fato de existirem mais profissionais querendo trabalho do que vagas abertas para impor as condições de pagamento e a informalidade, deixando de cumpir com suas obrigações e forçando o trabalhador a fazer o mesmo.

      Não sei não, mas acho que eles devem flexibilizar isso. É muito claro que nesses casos os trabalhadores são não mais do que vítimas, pois só perdem com essa história, enquanto as empresas poupam gastos com impostos e obrigações trabalhistas.

      Eu sou arquiteto, trabalho dentro de um órgão público e não tenho nem um papel de pão assinado. É tudo verbal mesmo. Mas é aquele caso, ou é assim, ou não é nada. Mais para frente quando eu precisar comprovar minha experiência profissional e meus rendimenos, vou cair no mesmo problema.

      Não é a toa que quero sair do Brasil…

    • #36778
      sfjana
      Participante

      Obrigada pela informação Patinha11. É o que provavelmente vamos ter que fazer. E sabendo que deu certo com vocês, é mais confortante. :D

      Ficamos na dúvida, porque queremos facilitar ao máximo a compreensão do nosso processo. (E quem não quer?)
      A experiência anterior do meu noivo com carteira assinada, mais de 2 anos. Que citei no outro post, é na área dele. moramos 1 ano e meio fora e agora que voltamos ele continua a trabalhar na sua área, mas dessa vez sem registro e como autônomo.
      Tem hora que pensamos que talvez seja mais fácil se mencionarmos só essa experiência registrada que ele tem. Mas daí perderíamos a chance mostrar que ele até o último minuto trabalhou na sua área de formação.

      Abs.

    • #36781
      salsa
      Participante

      @SANDROMS”;p=”31796 wrote:

      Salsa (Rafael?),
      Na entrevista, se o emprego é CLT, a carteira de trabalho diz tudo. O holerite também ajuda. As cartas são úteis no caso de você precisar provar que atua na sua área, para o caso de o cargo na carteira de trabalho ser meio vago.

      Valeu pelo help, já estou começando a separar o que tenho de documentação de trabalho, e vendo o que ainda falta.

      Mais uma vez obrigado pelo help :)

    • #36794
      SANDROMS
      Participante

      Curty,

      aqui o emprego formal é mais informal que no Brasil as regras são mais justas para os empregadores e isso acaba sendo bom para o empregados. Se por um lado é muito mais fácil demitir aqui do que no Brasil, as empresas tem menos medo de contratar um funcionário novo.

      Salsa,

      boa sorte.

      Patinha,

      não recebi sua mensagem privada… você enviou ontem?

    • #38110
      AleMV
      Participante

      Pessoal,
      Precisamos da ajuda de vcs. Temos dois casos distintos comigo e meu marido.
      Eu trabalho registrada, desde que comecei a trabalhar em 1995. Contudo, não quero contar no meu trabalho que estamos dando a entrada ao processo de imigração por ainda por não ter 100% de certeza de que a coisa vai vingar (o próprio site da imigração aconselha a não se precipitar sem antes passar por todo o processo) . Logo, pedir uma carta para meu diretor seria abrir o jogo pois, com certeza, ele indagará o por que da minha requisição.
      Por outro lado, meu marido é profissional autônomo, não é registrado e nunca foi. Como seu salário anual não completa o valor de declaração do IR, ele só declara como isento para manter ativado o seu CPF.
      O que vcs nos sugerem fazer?
      obrigada,
      Ale e Gui

    • #38112
      Cabeda
      Participante

      Falar a verdade :)

      mande uma cópia da sua carteira de trabalho / pay-check

      Do seu marido, mande as notas fiscais dos trabalhos prestados ou/e carta de quem contrata ele ou/e IR

      Isso provavelmente já deve bastar para ser chamado para entrevista ( obviamente partindo do principio que o resto está ok )

      na hora vocÊs explicam a situação…

      como foi dito, VIA DE REGRA os entrevistadores são bem razoáveis, então se vocÊ explicar q não pode pedir uma carta da sua empresa pelo motivo xyz eles tendem a entender ( desde que claro, você possa provar sua experiencia de outras formas )

    • #42535
      diegobrandao
      Participante

      Ola,

      Sei que este topico é bem antigo, mas estou com duvidas com relacao a declaracao do empregador… É preciso colocar a descriçao das atividades?

      Obrigado
      Diego

    • #42538
      mrodolfo
      Participante

      Diego,

      Sua experiência é comprovada pela carteira de trabalho? Se sim, esqueça as declaraçoes dos empregadores… Se nao, se você puder colocar na declaraçao quais eram as atividades, isso pode ajudá-lo na entrevista, posto que seria apenas ratificar para o entrevistador aquilo que está na carta…

      Nao fiz entrevista, pois tínhamos mais pontos que o necessário… Porém, minha experiência como engenheiro foi comprovada com carta. Nela, meu cliente atestou tudo o que fiz em cada tipo de projeto. A mesma carta eu mandei para a OIQ…

      Bonne chance,

    • #42553
      diegobrandao
      Participante

      Olá,

      No meu caso eu tenho alguns anos que eu consigo comprovar por CLT outros por contrato PJ e também trabalhei um período sem contrato e sem registro esse período que quero adicionar ao processo para completar mais de 5 anos.
      Ai ficou a dúvida quanto a descrição das atividades, pois a carta padrão emitida pela maioria das empresas não consta as atividades efetuadas, somente o cargo e o período.
      Alguém já enviou uma carta sem descrição de atividades?

      Rodolfo,
      Você poderia disponibilizar o modelo da carta que você utilizou?

      Obrigado,
      Diego

    • #42562
      mrodolfo
      Participante

      Diego,

      Veja outras postages sobre o mesmo tema. Use a ferramenta de busca para isso…

      Anteriormente, o BIQ só aceitava trabalhos dentro da legalidade. Isso significa que a pessoa deveria pagar todos os impostos referentes a ele… O período sem contrato e sem registro pode ficar de fora…

      Bonne chance,

      Marcos

    • #44594
      GabiLocatelli
      Participante

      Oi todo mundo!
      Essa informalidade só nos prejudica, sabiam?
      Trabalhei 2 anos como professora de francês em uma escola de idiomas, mas não assinavam minha carteira pois eu trabalhava em regime “horista”. Nós não tínhamos direito a nada, só ao nosso salário e olhe lá!
      Liguei na escola pra solicitar uma declaração e recebi uma bela resposta… “nós não temos NADA que comprove seu vínculo com a empresa”
      Pensei comigo… e as chamadas? E os recibos de pagamento? Sempre que eu pedia uma cópia, davam um jeito de me enrolar…

      Ainda bem que pretendo trabalhar em outra área, pois se dependesse de comprovar experiência nessa não ia dar. Mas que ia ser bom pra comprovar meu nível de francês, isso ia!

    • #46300
      day_turismo
      Participante

      Olá pessoal!
      Tudo bem?

      Gostaria de pedir ajuda e tirar uma dúvida com vocês: experiência de estágio pode ser contada como experiência de trabalho para fazer a avaliação on-line?
      Eu tenho cerca de 4 anos trabalhados, dos quais 2 anos e 7 meses foram efetivos, o restante, foi estágio. Na hora de fazer a avaliação, posso colocar como 4 anos na pergunta sobre experiência profissional? Isso irá valer?

      Se puderem me ajudar, agradeço muitooo!

      Abraços!

    • #46311
      mrodolfo
      Participante

      Se o estágio estiver vinculado à formaçao, ele conta, sim.

    • #47522
      andrealc
      Participante

      Olá pessoal, estamos preocupados com essas declarações ou comprovações de empregos antigos. Mas como vi muita gente falando aqui, fico mais tranquilo, pois minha mulher trabalhou em alguns bancos, e eles são chatos para isso.

      São possível apenas enviar a carteira de trabalho, e descrição das atividades feitas por nós?

      Obrigado

    • #47527
      nilian
      Participante

      Olá, Andrealc!
      Meu marido e eu tbm passamos por esta dificuldade e anexamos, junto à Carteira de Trabalho, as respectivas rescições de contratos, pois vêm especificados os períodos em que estivemos nas empresas.
      Além disso, fomos nos sites das empresas anteriores e imprimos links do tipo “Quem Somos” para mostrar o tipo de segmento e explicar nossas atividades por lá.
      É isso!
      Espero ter ajudado…
      Bonne chance!!!

    • #47546
      andrealc
      Participante

      Obrigado Nilian, ajudou sim. Quanto mais casos reais soubermos, mais tranquilos ficamos.

      Tomara que na etapa federal não haja problema em não ter essas declarações também.

      =)

    • #47551
      mrodolfo
      Participante

      Puxão de orelha na galera…

      Às vezes me pergunto se as pessoas realmente leem os tópicos mais antigos antes de perguntarem…

      Nas mensagens anteriores há inúmeras respostas que dizem a mesma coisa.

    • #47554
      nilian
      Participante

      @mrodolfo wrote:

      Puxão de orelha na galera…

      Às vezes me pergunto se as pessoas realmente leem os tópicos mais antigos antes de perguntarem…

      Nas mensagens anteriores há inúmeras respostas que dizem a mesma coisa.

      Puxão de orelha registrado com sucesso … :oops:
      Eu só queria ajudar :?
      Abraços!

Visualizando 33 respostas da discussão
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.