Re: Re: Canad

#18911
SILVIASEFRIN
Participante

Deu coceirinha nos dedos e não me contive diante deste debate. Creio que todos os que lutam, uma hora vencem. Seja aqui ou acolá; no meu caso por exemplo, criei o tópico Orientação para Quarentões, então vejam, já estou na curva da vida (pela idade) porque a cabeça continua jovem. Tenho filhos (3), marido, estou estudando em Universidade Federal (gratuita), creio que posso me considerar uma previlegiada aqui no Brasil. Amo meu país, porém já o amei mais que hoje. Lembro-me  dos arrepios pelo corpo quando tinhamos que ficar em posição de sentido para hasteamento da Bandeira na escola; enfim, quanto ao tópico a entrevista das brasileiras, minha opinião é que ambas não planejaram suas batalhas, por isso não venceram.
No meu caso, tomei a opinião de muitos de vocês, e amanhã estarei concluindo o intensivo de francês I, já estou matriculada no II, e até o final do ano concluo o III. Estou preparando meus filhos (todos de maior idade) para depois de eu estar por ai, eles irem atraz, para que possam fazer com que os futuros filhos deles, se Deus quiser Canadenses, possam contar com alegria a história de seus pais e avós no Brasil!`
Portanto, meu projeto abrange 3 gerações no mínimo. Não é de um momento para outro que a vida muda, a não ser pela sorte mesmo, como uma loteria ou uma herança desconhecida que aparece (como antigamente, porque hoje já não se tem mais disso).
E como meu avô dizia: “Quem trabalha não tem tempo para ganhar dinheiro”  :lol: , e eu acrescento, que quem trabalha pode ter uma dignidade; coisa que aqui no Brasil não está ocorrendo nos dias de hoje.
E mais, como o Jefferson falou, procurar coisas mais motivadoras, faz bem!
Assim, devemos tomar por lição o problema em tema, e estarmos sempre com os pés no chão, não achando que encontraremos o paraíso logo ali!

Silvia