Re: Re: Marca-passo

#56978
RonaldoMaciel
Participante

Fala Sergio, bem-vindo ao fórum.

O outro critério, além do risco das doenças infecto-contagiosas, é com relação aos custos ligados ao tratamento da pessoa que imigra. Por exemplo, a pessoa poderia ser negada caso apresente não uma doença contagiosa, mas alguma doença que exija pesados gastos para tratá-la, o que oneraria o sistema de saúde québécois.

Porém, no caso de sua esposa, imagino que portar um marca-passo não seja um grande problema, e como vc falou, isso em nada afeta sua capacidade produtiva (de trabalhar e produzir riqueza), então eu não vejo motivos para haver uma negativa no processo.

Sorte
Ronaldo

Residente Permanente desde Set/2009, cidadão desde Jul/2014 e mora na fascinante Montreal.