Re: Re: Brasileiros Voltando para o Brasil

Home Fórum Informações Gerais Utilidades Brasileiros Voltando para o Brasil Re: Re: Brasileiros Voltando para o Brasil

#50899
Herve_e_Daniela
Participante

uma pergunta: dos brasileiros que voltaram para o Brasil quantos tinham filhos?

Me lembro ter lido o ano passado um post de um Paranaense (se não me engano) que foi para o Canada, sentiu uma saudade do Brasil, voltou para Curitiba … e se deparando com a realidade Brasileira, sentiu saudade do Canada … Achei o post dele muito interessante, se alguém encontrar, acho interessante redisponibilizar.

Vou falar da minha experiência propria: sou françês, fui imigrante no Brasil em 94 mais por oportunismo de que por opção, me adaptei bem, casei, criei minha propria empresa de software em uma incubadora em Curitiba (que fechamos depois de 4 anos aonde passamos mais tempo nos divertindo de que realmente tentando vender o nosso software … aprendemos com os nossos erros), consegui me virar bem e trabalhar em bancos, implantar softwares de medição em 2 laboratorios de pesquisa, por fim trabalhar na implantação de um ERP da Renault, estava indo bem até a moeda sofrer a sua primeira devaluação em 99; dai, e também passando raiva pela lentidão de varias coisas, corrupção, precaridade da qualidade dos serviços do dia a dia, resistência dos colegas em planejar e documentar por exemplo, resolvi voltar para França … com o objetivo e promessa de voltar dentro de 5 anos quando a situação economica melhorar. Neste intervalo, divorcio da minha esposa com demais saudade do Brasil. Nada de melhoria no Brasil até 2006, ano em que achei a minha segunda oportunidade em sao paulo. Sou persistente, acredito que a minha experiência bem sucedida como gestor pode contribuir em melhorar as coisas … segundo casamento, desta vez com 2 lindos filhos … e mudança radical de perspectiva!

Tenho muito respeito pelas familias brasileiras que se matam para conseguir educar os seus filhos, vivem entre o condominio fechado, o shopping centers, os engarrafamentos e as praias lotadas. Vivem com medo o tempo inteiro, e definitivamente não é o que eu quero para mim e a minha familia. Vivem para trabalhar, levantam cedo de manhã, enfrentam horas de transito, trabalham 44h/ semana, voltam exaustos para casa, e duvidando vão estudar a noite. O Brasileiro é muito batalhador, grande consumidor, paga a carga tributaria quase a mais elevada ao mundo, reclama no boteco sobre tudo mas não desfila quando seria necessario, e assim vai levando a vida.

Realmente quando você esta sozinho ou em casal mas sem filhos, e ganha bem, o Brasil pode ser o lugar mais lindo do mundo: bares e boates 24h, calor tropical, culto do corpo sarrado, machismo no volante, a cultura dos carros importados a preços absurdos, um modo de vida escravocrata com a sensação que não consegue viver sem empregada, diarista, aplicações financeiras com rendimentos fantasticos, viagens faceis para Orlando, Paris … quando ganha bem, de fato a vida é fantastica, consegue quase esquecer o mundo das favelas, dos assaltos, das infraestruturas deficientes, dos escandalos politicos a repetição. Passei por esta fase nos meus primeiros anos aqui quando tudo era festa.

Dai muda tudo quando o seu orçamento começa a ser direcionado quase que exclusivamente para os seus filhos. A vida se aproxima de repente muito mais da realidade. Fica a felicidade que te dão os seus filhos. Mas quem pode querer um futuro feito de assaltos e violência constantes, mensalidades escolares (sem contar os materiais escolares) absurdas, planos de saude caros, ensinar o “jeitinho” como uma qualidade indispensavel, se tiver (e conhecer) uma alternativa fora ?

Por isto, foi uma decisão facil para o nosso casal de imigrar para o Canada. Não bolamos um plano B de voltar para o Brasil caso não nos adaptemos. Alguém falou anteriormente que a imigração não é para qualquer um. E fato,é um processo longo e doloroso que requer preparação. Estamos indo para la a semana que vem com a firma intenção de ficar, dar um futuro para os nossos dois filhos e batalhar no matter what. Não gastamos 2 anos muito desgastantes neste processo para desistir.

Apenas uma consideração para os amigos Brasileiros em duvida sobre ficar no Canada ou voltar para o Canada: pensam primeiro no que seria melhor para os seus filhos? Alias, se você tem filhos, o que os seus filhos acham (ou achariam) do Canada? e o que acham (ou achariam) do Brasil? Voltariam? Ficariam?

O Québecois/Canadense tem varios defeitos? Acredito que são primeiro os pais que ensinam os valores aos filhos, e depois a sociedade ao redor. Varios serviços são deficientes? tudo depende da sua expectativa, experiência e adaptabilidade, porém os Canadenses sobrevivem a estes serviços de alguma maneira, não é?

Aonde estive, sempre tentei aproveitar o melhor das pessoas e culturas, descartar o pior, e misturar o que tiver de melhor entre as minhas raizes franceses e a minha cultura adotiva Brasileira, como a chatice e teimosia do Françês com a alegria/simpatia e adaptabilidade do Brasileiro, tentando descartar a atitude “somos os melhores do mundo” iritante do françês e este jeitinho Brasileiro que resolve qualquer coisa a curto prazo mas estraga tudo a longo prazo.

Eis a minha humble contribuição de um antigo imigrante françês ao Brasil, agora imigrante ao Canada, que conhece muito bem as realidades Brasileira e Europeia …